27 setembro 2006

Realidade/ Imaginação

A Pipoquinha ganhou o hábito de vir a meio da noite meter-se na nossa cama. Isto começou nas férias quando fomos para casa dos meus pais.
A roupa que elas tinham usado nesse dia estava pousada nas costas de uma cadeira, e como tinha a luz de presença por baixo, fazia sombras no tecto do quarto. Elas perguntaram o que era "aquilo" no tecto, nós explicamos e elas adormeceram.
A meio da noite ouço a Pipoquinha a chamar-me, e quando chego ao pé dela, diz-me:
- Tenho meio (medo) do cão peto no tecto...., eu xei que num é, mamã, xó que eu, (e aqui bate com as maozinhas no peito dela) eu penxo que é!!
Fiquei espantada e babada. Como é que uma coisainha tão pequenina, conseguiu entender que a realidade não é só o que lá está, mas como nós a percepcionamos, e que realmente, o que interessa é o que ela significa para cada um?!?

Sem comentários: