22 dezembro 2006

Gastro....

Entre vómitos e diarreias os dias vão passando, vamos a ver se no Natal já estão boas...
Há dois dias que a Pipoquinha está de diarreia, e a Pipoca com vómitos.
Hoje a Pipoca começou com diarreia e a Pipoquinha ontem à noite vomitou.
Mas ficou toda contente, porque a irmã já tinha vomitado, e ela ainda não!

19 dezembro 2006

Poupança

Ao abrir a prenda que a irmã lhe deu - o carro da Barbie- e que ela já andava a pedir há muito tempo, exclamou (Pipoca) :
- Oh Mãe, conseguiste juntar tostão?!?

Tutti-frutti

- Queres um iogurte de quê?
Pipoquinha:
- FUTTI-FUTTI!

18 dezembro 2006

16 dezembro 2006

É hoje...


A festa de anos da Pipoca!
Cerca de 20 crianças enfiadas dentro de casa...
Vamos ver como corre (de certeza que bem...)



Adenda: Correu muito bem, a Pipoca adorou a festa e os amiguinhos também!
O ponto alto foram as pinturas faciais feitas pela Tia V. (que tem dedo para a coisa...) e por mim mesmo (eu é mais bolos....), que eles adoraram ....
A melhor prenda que ela recebeu, e até chorou de alegria, foi as irmãs Gémeas das 12 Princesas Bailarinas (Barbie), oferecido pelo Tio A. e Tia I. (a Pipoca tinha pedido ao Pai Natal- daí a informação ter sido passada à Tia I.), mas a supresa dela foi tão grande, que nem sabia o que fazer, além de ter agradecido a prenda efusivamente, com vários abraços, não conseguia falar e os olhitos ficaram marejados de lágrimas...

12 dezembro 2006

Carta ao Pai Natal- Pipoquinha


Carta ao Pai Natal- Pipoca


Há sempre uma prendinha...

De manhã, no carro, depois da Pipoquinha ter feito uma birra por não querer emprestar o computador à Pipoca e quando já estavam amigas:
Pipoca:- Sabes, eu acho que o Pai Natal não vai gostar muito daquela birra que fizeste...
Pipoquinha: - E num tás penda pa mim?
Pipoca:- Não faz mal, sabes, há sempre alguém que nos dá uma prenda... olha, nos meus anos de certeza que também vais ter uma prenda de alguém...

05 dezembro 2006

Ai, as prendas....

A lista para o Pai Natal já está feita, mas ainda não está escrita.
A Pipoquinha é fácil, quer brinquedos do Noddy, um bebé com chupeta e pouco mais....
A escolher os brinquedos num dos folhetos que proliferam nesta altura, chegou aos brinquedos dos meninos e diz:
-Num poxo escolher estes, xão de menino.
- Podes, se gostas podes.
- Poxo?!?
Então escolheu uma mota e 2 carros.
A Pipoca é um dilema, quer praticamente tudo, e mesmo quando se reduz tem tendencia para escolher os mais caros ( até parece que já sabe ler os preços, e faz isto só para nos chatear!)
Expliquei-lhe que tinha que escolher 5 ou 6 (e isto porque faz anos 1 semana antes do natal) para o Pai Natal saber o que ela mais gosta e escolher um ou dois desses.
Chorou, que eram muito pouquinhos...
O problema é que nem ela sabe bem o que quer... quer tudo e se alguém lhe fala num outro brinquedo qualquer ela adiciona-o à lista.
No fim de semana acrescentou os brinquedos que uma amiguinha pediu para ela!!!

30 novembro 2006

Menino/menina

A Pipoquinha quando começou a ir ao bacio e à sanita punha a mãozinha, no meio das pernitas.
Quando lhe diziamos que não precisava de pôr a mão, ela dizia que sim que o B. também punha.
O que ela estava a fazer era pôr o pilau para baixo, como os meninos e por mais que lhe dissessemos que ela não tinha pilau e que não precisava de fazer isso ela insistia que era assim mesmo que se fazia xixis (ela não diz xixi, é xixis)!

28 novembro 2006

Prendas


Pipoca:
- Porque é que toda a gente no Natal nos dá prendas e tu e o Pai nunca nos dão nada?

27 novembro 2006

Teimoso

A Pipoquinha hoje veio da escola com diarreia. Como a sopa que tinha feito era caldo verde, que ela adora, estava a dizer-lhe que lhe ia fazer uma especial -batata, cenoura e arroz.
- Mas eu queio caldo bede*.
- Não podes por causa da barriguinha, não queres fazer mais cocó nas cuequinhas, pois não?
- Mas a a xopa ispecial num me faz nada, puque o meu cocó é muito teimoso...


*com b, porque somos mesmo do Porto e trocamos os "v", pelos "b", com muito gosto!

Temos poeta!

De manhã a vermos uns desenhos animados em que falavam das chinchilas:
- Eu nunca vi uma chinchila!
- Pois não.
- Olha, chinchila, mochila, Priscilla
Pipoca dixit.

24 novembro 2006

Eu bem sabia...

Eu já desconfiava disto, mas agora tenho a certeza:
What kind of a freaky mother are you?


You're" a punk rock mommy! DIY is probably your motto, because you're a punk mama at heart. Your kids are getting your independent spirit and guts, and learning to solve problems themselves. You love it when they show their independence, even when it's breaking your heart.
Take this quiz!http://quizilla.com/redirect.php?statsid=17&url=http://www.quizilla.com/users/grandvizier/quizzes/What+kind+of+a+freaky+mother+are+you%3F">quiz!
>



Quizilla Join
Make'>http://www.quizilla.com/redirect.php?statsid=20&url=http://www.quizilla.com/makeaquiz.php">Make A Quiz More'>http://www.quizilla.com/redirect.php?statsid=42&url=http://www.quizilla.com/users/grandvizier/quizzes/">More Quizzes Grab'>http://www.quizilla.com/redirect.php?statsid=19&url=http://www.quizilla.com/codepastes/?quizid=739579">Grab Code

Beyblade

- Mamã, dás-me uma daquelas chupetas que faxem tic-tac e andam à roda?
- Isso é um pião!
- Não, é uma chupeta que faz tic-tac!

23 novembro 2006

Apaixonado

Pipoca:
- Oh Mãe, o R. está mesmo apaixonado!
- Ai está?
- Quando eu estou a trabalhar ele está sempre a olhar para mim!

(O R. é o menino da sala dela, que todas as meninas dizem que é namorado delas, a Pipoca já me explicou: ele é o namorado de TODAS!)

22 novembro 2006

Chupetas II

A Pipoquinha deixou a chupeta com três anos, um dia fomos passar o fim de semana fora e a chupeta não foi... (tinha uma de reserva mas não lhe disse), custou-lhe a adormecer, chorava a fazer de conta e se lhe falasse noutras coisas mudava de assunto animadamente.
Quando chegamos a casa a fada das chupetas tinha enchido a caixinha onde ela as guardava com guloseimas e deixou-lhe uma prenda na cama.
Dizia a toda a gente "eu não tenho pé-pé, já xou gande!"
Na escolinha continuou a usar durante uns tempos, para desougar.
Aceitou bem, sem grandes birras mas ainda hoje, cinco meses depois, gostava de ter uma, não a pede, mas usa as dos bébés dela, e tudo que se assemelhe a uma chupeta, põe logo na boca.

Quem sofreu mais, a Pipoquinha que a perdeu "à bruta" ou a Pipoca que aceitou a perda mas não se conforma?

Chupetas

A Pipoca deixou a chupeta aos 2 anos e 9 meses, andou uns três meses a mentalizar-se, havia dias em que as deitava fora, mas na hora de ir para a cama queria-a de volta.
Enganou uma vez a fada das chupetas...
Depois, marcamos uma data e dissemos que quando fossemos para casa dos avós ela deitava fora a dita.
E deitou... mas chorou, chorou, desesperada, e só adormecia por volta das 3h/4h da madrugada.
Quase desistiamos... mas deixou a chupeta e para adormecer pedia a "pé-pé que não faz mal" e eu punha-lhe uma chupeta imaginária na boca.
Nunca quis leitinho à noite e começou a pedir, para poder mamar no biberão.
Na escolinha, durante uns tempos, 2 a 3 meses, usava a chupeta na hora da sesta, mas se alguém de casa aparecesse, ela em vez de correr toda contente para nós como era usual, primeiro ia esconder a pé-pé no bolso da educadora.

Natal

Diz-me ontem a Pipoca:
- Quando é que vamos enfeitar o nosso prédio com coisas de Natal?

Credo filha, o prédio?!?

Mamã Pipoquinha

Anteontem ao jantar a Pipoca estava com dores de cabeça e foi para a cama cedinho.
Eu fui para ao pé dela dar-lhe um bocadinho de miminho, e a Pipoquinha também quis vir.
Estava a Pipoca deitada e a Pipoquinha a fazer-lhe festinhas no cabeça.
Pipoca: - Mãe, quero água.
Pipoquinha: - Eu vou. E lá foi ela a correr buscar um copo de agua para a irmã.
Passado um bocadinho,
Pipoca:- Mãe, eu quero um boneco...
Pipoquinha: - Eu vou buscar.... e foi buscar, quando lhe trouxe, deu-lhe um beijinho, fez-lhe festinhas e desejou-lhe uma boa noite.
Parecia uma adulta em miniatura!

17 novembro 2006

Mas o que é isto?


Ao jantar pergunta a Pipoca:
- O que é sexo?

( e agora o que digo?)
- É o que os crescidos fazem para terem bebés.


(ok, correu bem, não há mais perguntas!)





Mas depois, mais tarde vejo isto:




Acho que vou comprar uns livros sobre o assunto!

16 novembro 2006

Pai Natal

Chego a casa e diz-me o Pai:
- Sabes o que a L. (amiga da Pipoca) disse? Diz que o Pai Natal não existe!
Ups, pensei eu, lá se foi a magia
- E porquê ela diz isso, Pipoca?
- Não sei... mas existe, pois existe, Mãe?
- Existe.
Não sei até quando, mas para já existe, e a prová-lo tenho os brinquedos que a Pipoca quer, assinalados no 1º folheto que nos meteream na caixa de correio- e que são seguramente mais de 30!

15 novembro 2006

Profissões

A Pipoca quando for grande quer ser Professora de natação, isto agora, pois já quis ser, por ordem cronológica, da mais recente para a mais antiga: Trapezista, "artística" de circo (em geral), treinadora de golfinhos e a primeirissíma de todas, a mais espectacular:
Rex- cão polícia!!!!
A Pipoquinha disse-nos ontem que quer ser policia.
- Ai é, porquê?
- Pa tê pitola! pum, pum...
(Depois digam que é da educação.... não há pitolas lá em casa, nem brincadeiras de tiros).


Eu imaginei logo as minhas filhas a trabalhar juntas, a desvendar os crimes, a Polícia e a cão polícia....



10 novembro 2006

Namorados -II

Aos quase 7 sete anos:
A Pipoca desde a salinha dos dois anos que tem namorado, era o Alexandre.
Só que o Alexandre, quando ela foi para a sala dos 5 anos mudou de escolinha, mas ela manteve-se fiel, e o namorado dela continuou a ser o Alexandre.
Este é o 3º ano em que ela não convive com ele (de quando em quando cruzam-se na rua), até que há uns tempos atrás ela disse que não tinha namorado.
- E então o Alexandre?
- Oh, se eu nunca o vejo, já não pode ser meu namorado....
---------------------------------------------------------------------------------------------
O ano passado a passear comigo, um dia saiu-se com esta:
- Sabes o que me apetecia? Dar um beijo na boca ao Alexandre
-........... (eu sem saber o que dizer)
- É esquisito, não é?
- ..........
- É muito esquisito, que eu ainda sou muito pequenina para dar beijos na boca.....
( ufa...)

Namorados

Aos três anos:
- Mamã, xabes eu goto muito do Calos, ele é meu namoado.
- Ai é?!?
- É. Xabes poquê? Ontem eu empurrei o Calos, mas num empurrei, empurrei... empurrei o popó que ele quia andar, Fui muito quida, num fui?
- Foste
- Então ele é meu namoado, eu fui quida...

Birras

Ontem estava a correr tudo bem, as meninas estiveram a brincar antes de jantar, e portaram-se bem ao jantar.
Depois de jantar a Pipoquinha foi com o Pai passear a cadela e a Pipoca ficou enroscada em mim, a ver a Floribella.
Quando a Pipoquinha chegou trazia-nos 2 folhinhas, uma para mim outra para a mana. A Pipoca quis ver as folhas e ao tentar tirar-lhe, elas rasgaram-se.
Foi um pranto e uma choradeira pegada, uma porque as folhas estavam rasgadas a outra por rasgou sem querer.
Não sei como, de repente, a choradeira foi subindo e às tantas já está cada qual a chorar para o seu lado, a embirrar com coisas insignificantes.
A Pipoca como é usual, quando não consegue levar a dela avante, chora desesperada porque eu não gosto dela e "quero-me ir embora"-
E vai mesmo...... uma vez disse-lhe "então vai "e abri-lhe a porta e lá foi ela de pijamito e sapatos (eu não a deixei ir embora sem que calçasse uns sapatos e vestisse o casaco) e o Pai escondido atrás dela, até que ele achou que já estava bastante longe de casa e chamou-a...
Ontem ainda me disse que queria ir embora e queria que "me matem porque tu não gostas de mim".
Não sei como lidar com esta situação, pois acho que não a devo apaparicar e passar-lhe a mão pela cabeça, pois sempre lhe disse que posso ficar triste com ela, ou até zangada, mas que continuo sempre a gostar muito, muito dela; por outro lado nota-se que ela está mesmo sentida e acha que não gostamos dela realmente, e sente-se triste, sozinha e abandonada.
Depois lá foi acalmando, enquanto eu lhe explicava mais uma vez que não havia motivo para aquela birra- nem eu, nem ela sabiamos se era pelas folhinhas, pela roupa que ia usar no dia seguinte, ou por outra niquice qualquer.
A Pipoquinha chorava porque gosta de fazer coro....
Finalmente, com as duas metidas na cama, consegui acalma-las e fiquei à espera que adormecessem.
Pipoca:
- Mamã, desculpa.....
Pronto, já somos amiguinhas as duas outra vez!

09 novembro 2006

Escola

Na terça fui falar com a professora da Pipoca, para saber como vai a aprendizagem dela.
Ela anda muito distraida, a fazer cópias dá mais erros que nos ditados, pois como está a tentar captar mil coisas ao mesmo tempo, não presta atenção ao que está a fazer.
Por outro lado, gosta de aldrabar o que tem que fazer, por exemplo tem duas colunas de contas, em que ela tem que pôr o sinal "+" ou "-", ela faz a 1º coluna e se é tudo mais, ela nem faz as contas na segunda coluna, põe logo tudo com o menos- e normalmente está certo.
Se tem que ligar objectos ao numero respectivo, faz logo as ligações de modo a que as correspondências cruzem- e normalmente também está certo.
Não pensa, porque não quer pensar, ou está a pensar noutras coisas....
Então fui falar com a professora, e vim muito CONTENTE e ORGULHOSA.
A Pipoca porta-se muito bem nas aulas, é atenta, esforçada e este ano está mais participativa ( ela é muito faladora, mas também é timida, só quando conhece muito bem o ambiente é que fica à vontade, ou se tem a irmã ao lado...)
Na Lingua Portuguesa não tem quaisquer dificuldades e já fez uma redacção sozinha- foi uma das seleccionadas para ser lida na sala.
A Matemática está com um bocadinho de dificuldades, mas nada de preocupante, diz a professora que ela ainda não percebeu o mecanismo, mas que não é uma questão de aprendizagem, mas sim de maturidade.
Boa Pipoca!!!

Piscina

A Pipoca este ano vai começar a frequentar a piscina 2 vezes por semana. A Pipoquinha vai uma vez.
Ontem foi dia de piscina, das duas, a Pipoquinha estava aflita e logo de manhã:
- Eu vou para a escola?
- Sim, vais apanhar a camioneta.
- ó totó, não vou nada,... vou para a piscina!
E ao fim do dia foi para a piscina, e nadou na piscina grande, agarrada a um rolo, para a frente e para trás, e vai mergulhando a cabeça... desconfio que em 3 ou 4 meses vai estar a nadar como a irmã!
O pai, os avós paternos e maternos estão muito preocupados que é muito pequenina para a piscina grande e que os professores não estão sempre a olhar para ela.
Eu acho que se não lhes dermos asas eles não podem voar, e eu quero que as minhas filhas voem, neste caso nadem!

07 novembro 2006

As sestas molhadas...

A Pipoquinha em casa tem se portado bem e não tem feito xixi na cama (hoje por acaso:"tive um axidente, mamã, num fax mal, pois não?"), mas na escolinha a sesta tem sido um desastre.
Ontem ao entregar a roupa de reserva, a auxiliar disse-me que ela e outra menina tem andado "distraidas".
À noite lá trouxe na mochila as cuequitas molhadas:
- Então fizeste outra vez xixi na escola?
(a olhar para a roupa que trazia)
- Nã, é as mêmas calxas......
- Pois, mas as cuecas não... a Amanda também fez?
- Não, hoxe não, fez o Kikas.... ó mãe, doix palemas, num é? eu e o kikas...

Natação



No Sábado de manhã as Pipoquinhas foram experimentar a natação, com os equipamentos novos e iguais.

A Pipoca já lá anda há quatro anos e até nada benzito, apesar de, quando está connosco não nada, nem sabiamos que ela já conseguia nadar....

A Pipoquinha é que foi estreia absoluta. Adorou! Esteve na piscina grande (com 2 metros e tal de profundidade) e andou de um lado para o outro agarrada à beirinha, de vez em quando dava uns mergulhitos- enfiava a cabeça na água muito depressa- e só até ao nariz!!!

Estão muito entusiasmadas pois agora já vão as duas juntas....

03 novembro 2006

Estou Doida, Mamã!

No feriado fomos a Aveiro - à Decathlon- comprar-lhes o equipamento de natação, aproveitamos e saímos de manhã, passeamos, almoçamos e à tarde fomos lá.
Elas estavam impossiveis, não se calavam, mexiam em tudo, estavam a pôr-nos cabeça à roda.
Às tantas olho para a Pipoquinha e ela estava com uns sapatos de água, daqueles de borracha, de adulto, calçados e a correr de um lado para ou outro.
Farta da confusão, virei-me para elas e perguntei porque é que agora não as podiamos levar a lado nenhum que elas portam-se sempre mal, resposta da Pipoquinha, com os braços no ar:
- Estou doida, mamã!
----
Há uns dias atrás a Pipoca respondeu-me:
- Oh Mãin, somos crianças o que querias?!?

Dia das Bruxas

O ano passado, no nosso prédio, os miúdos da vizinhança, andaram a bater às portas na noite das Bruxas a perguntar pelas "doçuras ou travessuras".
A Pipoca achou piada e pediu para ir, mas o Pai disse que não porque "é uma americanice" (não conhecia a tradição de Pão por Deus....)
Mas como o que ela gosta mesmo é de se fantasiar, não se importou muito e pediu-me para se fantasiar à fada, desculpa, à bruxa boa!!!
Como todos os dias, ela quando chega a casa veste uma das fantasias que tem, a novidade foi que pôde ir ao café assim vestida.
Foi bonito de se ver: a minha Fadinha no meu de bruxas e vampiros, tão linda, tão senhora de si.... super contente!
Com isto, o Pai já mudou de opinião- que se é para fazer as coisas, mais vale serem bem feitas e para o ano veste-se de bruxa!
Antes de sairmos, deixamos, à porta de casa, as doçuras para os bruxinhos e um recado escrito pela Pipoca para não fazerem diabruras.

01 novembro 2006

Passeios Nocturnos

Os passeios nocturnos da Pipoquinha até à cama dos pais continuam, esses para já não conseguimos controlar.

31 outubro 2006

Cama seca


Há 10 dias que a Pipoquinha não faz xixi na cama!

Era a adaptação às rotinas escolares, pós férias...

Fim de semana social

As Pipoquinhas adoram estar com amigos, de preferência que sejam crianças, mas se não fôr, não se importam que sejam adultos, o que querem é companhia.
As perguntas que mais fazem é: "Hoje vamos a casa de alguém?" e "alguém vem a nossa casa?"
E este fim de semana foi em cheio: sempre no laréu, com festas e amigos.

Sexta à noite:

Fomos a casa da A. e elas brincaram com a C.

Sábado:

  • tivemos o baptizado do filho mais novo do Padrinho da Pipoca, com muitos meninos para brincarem e que durou até tarde.
  • a Pipoca, a meio da tarde, foi a uns anos duma amiguinha do tempo do infantário, e ainda voltou para o baptizado
  • dormiram nos avós porque os papás tinham um aniversário à noite (foi uma saída um bocado escusada porque estavamos CANSADISSIMOS)
  • faltaram a outros compromissos: mais uma festa de anos e um convite para uma tarde de brincadeiras no Palácio de Cristal

Domingo:

A C. fazia anos e lá fomos nós à festa.

Com a mudança de hora e tudo, no final do Domingo estavam esgotadíssimas e super felizes....

A ressaca do cansaço foi ontem à hora de jantar, cada qual chorava para o seu lado, a fazerem uma birra enorme.

A Pipoquinha porque queria mais sopa -nota: as minhas filhas não são normais, em termos de alimentação adoram tudo o que não é suposto as crianças gostarem: fruta, legumes, sopa.... assim é fácil fazer uma alimentação saudável :-)) - e eu disse que só lha dava depois de ela comer um bocadinho de arroz e xixa:

A Pipoca nem sei porque chorava, já que estava a tentar lidar com a crise da Pipoquinha!

Ainda bem que amanhã é feriado! (Claro que hoje à noite elas querem arranjar um programa social- e os pais também, ih ih, ih)

27 outubro 2006

Em casa..

Ontem tive que vir para casa, com uma constipação danada. Dormi a tarde toda seguidinha.
Quandos as Pipoquinhas chegaram foram dar-me miminhos e "tadinha da mamã que está doente!".

Depois de terem desarrumado o quarto todo, mandei-as arrumar os brinquedos.
Pipoquinha: - Eu quero ir passear a Mafalda (nossa cadela)! FOGO!
e senta-se no chão com pernas e braços cruzados e com o ar de estar a ser vítima da maior injustiça do mundo. Eh Eh Eh, fica tão engraçada...
- Mas 1º tens que arrumar os brinquedos. Arruma depressa para poderes ir.
Pipoca: - Deixa estar, Mãe, eu arrumo as coisas dela, eu não me importo.
- Tá bem e tu ajuda a tua irmã!
- Ó Mãe, deixa a miúda.... eu já não disse que arrumava?



26 outubro 2006

24 outubro 2006

Leitura



Na escola da Pipoca há uma biblioteca onde os alunos podem ir ler os livros nos intervalos ou requisitá-los para ler em casa.
Este ano lectivo ela tem trazido livros para ler em casa, mas ontem vinha toda contente com a escolha que tinha feito:
Tinha escolhido um livro para ler à Pipoquinha!
Então, a leitura da noite foi feita a duas.
E como pode ter o livro por cinco dias, já disse que não o vai devolver para poder lê-lo outra vez à irmã.
Pior vai ser quando o tiver que devolver:
A Pipoquinha acha que o livro é dela, pois a Pipoca disse-lhe que tinha trazido um livro para ela!

22 outubro 2006

Coisas...

A Pipoquinha quer sempre que eu fique no quarto dela até adormecer, e eu vou tentado arranjar desculpas para sair de lá: ou tenho que arrumar a cozinha, ou tenhos roupas para arrumar ou outras coisas quaisquer.
Ontem fomos todos tomar café à noite, e quando já vinhamos embora, dentro do carro a Pipoquinha perguntou-me:
- Mamã, vamos fazer mais coisas, tens coisas para faxer?

- Não, filha, já é muito tarde, vamos todos para a caminha!
- Pixe (fixe), então podes ficar muuuito no meu quarto!

....


Nós moramos num 2º andar, hab D, mas como sempre que díziamos a morada, toda a gente entendia B, começamos a dizer D de Daniela.
Este fim de semana ao ver os trabalhos escolares da Pipoca, vi que ela teve que fazer um exercício onde lhe era perguntada a morada.
Ela não esteve com meias medidas e escreveu a morada que conhece:
Rua ********, n.º ***, 2º D de Daniela!

19 outubro 2006

Felizmente dormi!

A minha Pipoquinha é muito querida: ouviu a minha prece e esta noite deixou-me dormir a noite toda!
Não houve grande stress para sair de casa, e ainda tivemos tempo para sairmos todas do carro para deixar a Pipoca na escola.
Normalmente sai só ela e eu fico fora do carro, com a porta aberta a vê-la entrar na escola, se for o Pai, ele acompanha-a até à porta!
Enquanto eu falava com a empregada por causa das aulas de enriquecimento curricular- horários trocados sem aviso- as Pipoquinhas foram logo para o recreio. Dificil, foi trazer a Pipoquinha, pois todas as amigas da Pipoca quiseram pegar nela ao colo!
Estou contente: dormi bem!

18 outubro 2006

Cansaço

Ando cansada... muito!
A Pipoquinha resolveu recomeçar a fazer xixi na cama à noite! Todas as noites tem sido o festival do costume: lavar-lhe as pernitas, tirar os lençois da cama, vestir-lhe o pijama e mete-la na nossa cama.
Entretanto o sono foi-se... e o cansaço tem se acumulado.
Esta situação tem vindo a acontecer já há cerca de duas semanas, precisamente desde que temos tentado evitar que ela venha a meter-se na nossa cama durante a noite.
Será que foi a forma que ela conseguiu de dar a volta à questão?
Já que não me deixas ir para ai, eu molho a cama e assim não tens outro remédio....
Para ajudar a festa, a Pipoca que já se apercebeu que fica sozinha no quarto, há dois dias que está mais atenta e agora quando a mana vem para o nosso quarto começa logo a choramingar que " Eu não quero ficar sozinha!"
Quero dormir uma noite seguida......

28 setembro 2006

Flores

Há uns anitos atrás, quando a Pipoca tinha uns dois anos, uma noite despedi-me dela com o beijinho de boa-noite e disse-lhe:
- Dorme bem, minha Florzinha!
Resposta dela muito pronta e indignada:
- Ei... eu não sou uma flor, não estou agarrada
à terra!

27 setembro 2006

Ai... as férias...


Patinhas?

Foquinhas?

Sereias?

Não, Filhotas!

Realidade/ Imaginação

A Pipoquinha ganhou o hábito de vir a meio da noite meter-se na nossa cama. Isto começou nas férias quando fomos para casa dos meus pais.
A roupa que elas tinham usado nesse dia estava pousada nas costas de uma cadeira, e como tinha a luz de presença por baixo, fazia sombras no tecto do quarto. Elas perguntaram o que era "aquilo" no tecto, nós explicamos e elas adormeceram.
A meio da noite ouço a Pipoquinha a chamar-me, e quando chego ao pé dela, diz-me:
- Tenho meio (medo) do cão peto no tecto...., eu xei que num é, mamã, xó que eu, (e aqui bate com as maozinhas no peito dela) eu penxo que é!!
Fiquei espantada e babada. Como é que uma coisainha tão pequenina, conseguiu entender que a realidade não é só o que lá está, mas como nós a percepcionamos, e que realmente, o que interessa é o que ela significa para cada um?!?

22 setembro 2006

Fruta ou como manipular os mais novos!

Chegadas à altura da sobremesa as Pipoquinhas foram escolher a fruta que queriam comer. Uma quer ameixa, a outra idem aspas.
Só há uma ameixa...
Conversa entre elas:
- A., o que queres?
- Ameixa
- Olha, o que tu queres são aquelas bolinhas pequeninas que estiveste a comer no carro, não é?!? Isso não se chama ameixa, são UVAS.
Conclusão: comeram pêra!

21 setembro 2006

Porquê? Quem?

Este blog é dedicado às minhas Pipoquinhas, e às suas proezas e sabedorias infinitas.
E porquê? Porque ainda foi ontem que soube que estava grávida e hoje já tenho dois seres maravilhosos que preenchem a minha vida. Não quero esquecer-me dos dias que passaram e que só voltam nas minhas memórias, quero de alguma forma perpetuar cada dia, cada minuto, cada segundo que passo com elas.
Então vamos a apresentações:A Pipoca é a Inês e nasceu a 18/12/2003, a Pipoquinha é a Ana e nascida a 20/06/2004, e aqui vou contar as aventuras e desventuras delas... ou minhas!